Quem sou eu

Minha foto
Maricá - Itaipuaçu, Rio de Janeiro, Brazil
Sou poetisa, cantora, compositora e amante das artes.

domingo, 25 de abril de 2010

NA CAMISA (Beatriz Oliveira)


Há uma camisa de força apertando meu peito.

Enrola-me os braços, as mãos, os dedos,

Prende-me o pescoço, o queixo, a boca.

Somente meus olhos podem falar por mim.

Ando por aí, presa, clamando com os olhos,

Pelo ar que já não existe à minha volta.

Por mais que tente, eu não posso respirar.

Minha agonia é tomada por torpeza,

Pretensão e loucura e ninguém vê

Que é verdade: sua ausência é a camisa.

Quero despir-me e andar nua de ausências,

Nua de solidão, de tristeza, nua de insônia...

Quero vestir sua camisa de malha azul clara

E andar pela casa, com os braços soltos,

Com os seios soltos, prontos para a sua boca.

Quero respirar leve, livre e adormecer de cansaço

Depois de suar na camisa.


Eu só preciso que você desate o nó, nas minhas costas...

terça-feira, 20 de abril de 2010

MENOS MAL (Beatriz Oliveira)

Se você me perguntasse o que eu sinto,
Não saberia dizer...
Sinto uma paixão tão intensa
Que tremo ao ouvir seu nome,
Ao olhar seu rosto, ao sentir seu cheiro.
Seu suor me é aprazível
Como o é o mar aos peixes. Vital.
Não há como não tocá-lo quando sua.
'Inda me controlo veementemente para não lambê-lo.
Sinto um amor tão terno
Que acho lindo o sorriso mais simples
E nele vejo a estrela mais bela do céu
E o céu da minha boca anseia tê-la.
Não há como não salivar quando sorri.
'Inda me controlo consideravelmente para não beijá-lo.
Sinto um desejo tão intenso
Que meu corpo arde em suas mãos. E travo!
E continuo ardendo por horas a fio
Enquanto seu beijo esfria em meu rosto.
Tento fantasiar uma noite de amor,
Mas você é meu anjo e não consigo senti-lo em mim.
Chego a pensar que é realmente um anjo.
Será pecado o que sinto e penso?
Eu não saberia dizer
Mas, se você me perguntasse o que eu sinto,
Acho que eu me sentiria menos mal...
Ocorreu um erro neste gadget